Edward Luiz Ayres d'Abreu, Ricardo Neves-Neves & Martim Sousa Tavares - © Alípio Padilha

© Alípio Padilha

Programa Paralelo

9 Sáb 16.00h

CAMPO ALEGRE Palco do Auditório

2.50€ (crianças e grupos escolares) • 7.00€ (adultos)
50min • >6 

Edward Luiz Ayres d'Abreu, Ricardo Neves-Neves & Martim Sousa Tavares

A menina do mar

Música ⁄ Teatro
No âmbito das comemorações do centenário de Sophia de Mello Breyner Andresen
Edward Luiz Ayres d'Abreu, Ricardo Neves-Neves & Martim Sousa Tavares - © Alípio Padilha

© Alípio Padilha

 
Um dos títulos mais amados de Sophia de Mello Breyner Andresen transforma-se em conto musical, com atores e músicos a percorrer a história de uma menina que vive no mar – curiosa pela vida em terra –, de um menino que vive em terra – curioso pela vida no mar – e do encontro improvável entre estes dois mundos… Não faltarão nesta fantasia um simpático golfinho clarinetista, um desconfiado caranguejo saxofonista, um misterioso polvo fagotista e tantos outros seres fantásticos, reunidos sob o olhar grave do contrabaixista, o Rei do Mar… Será possível chegar a um acordo para que vivam todos em harmonia?


Edward Luiz Ayres d'Abreu estudou no Conservatório Nacional com Ana Sousa Lima e Rui Pinheiro (Piano), Eli Camargo Júnior e Daniel Schvetz (Composição). Concluiu a Licenciatura em Composição na Escola Superior de Música de Lisboa, onde estudou com Sérgio Azevedo e António Pinho Vargas. As suas obras foram já interpretadas pela Orquestra Gulbenkian (Inscriptions (X), sob a direcção de Luca Francesconi), Orquestra Metropolitana de Lisboa (Sinfonietta per orchestra classica, sob a direcção de Michael Zilm — Encomenda OML, para o 23.º aniversário da orquestra) e Grupo de Música Contemporânea de Lisboa (Parque de estrelas, vento e memórias, sob a direcção de Pedro Neves).

Ricardo Neves-Neves é licenciado em Teatro-Actores pela Escola Superior de Teatro e Cinema e Especialista em Estudos de Teatro pela Faculdade de Letras de Lisboa. Participa no Obrador d’Estíu-Dramaturgia (Barcelona), orientado por Simon Stephens. É o director artístico do Teatro do Eléctrico, onde escreve e encena. Encenou obras de Lewis Carroll, Edward Albee, Karl Valentin, Copi, Ana Lázaro, Spiro Scimone, Martin Crimp, J. J. Rousseau, W. A. Mozart e Charles Dickens. As suas peças já foram encenadas por Mónica Garnel, Sandra Faleiro, Ana Lázaro, Paula Sousa e João André.

Martim Sousa Tavares é natural de Lisboa, onde inicia os estudos de piano aos 8 anos e conclui em 2012 a Licenciatura em Ciências Musicais na Universidade Nova de Lisboa. Em Milão obtém diplomas trienais de direcção de orquestra na Italian Conducting Academy e Conservatorio di Musica di Brescia. Posteriormente muda-se para Chicago, onde em 2018 termina o mestrado em direcção de orquestra com honras académicas, formando-se na classe de Victor Yampolsky, na Bienen School of Music, Northwestern University. Enquanto maestro, dirigiu e trabalhou com orquestras de Portugal, Itália, Reino Unido, Lituânia, Estados Unidos, Taiwan e Rússia.
Texto Sophia de Mello Breyner Andresen
Música Edward Luiz Ayres d’Abreu
Encenação Ricardo Neves-Neves
Cenografia Henrique Ralheta
Figurinos Rafaela Mapril
Luz Luís Duarte
Vídeo de animação TEMPER creative agency
Assistente de encenação Raquel Mendes, Diana Vaz
Atores Ana Valentim, Catarina Rôlo Salgueiro, Nuno Nolasco, Rafael Gomes, Teresa Coutinho
Músicos Ensemble MPMP (corne inglês, requinta, clarinete, saxofone barítono, fagote, acordeão, violino, violeta, violoncelo e contrabaixo), Martim Sousa Tavares (maestro)
Produção MPMP Duarte Pereira Martins
Produção e comunicação Mafalda Simões
Produção MPMP e Teatro do Eléctrico
Coprodução Teatro Municipal do Porto, LU.CA, Câmara Municipal de Lagos, Câmara Municipal de Loulé, Câmara Municipal de Guimarães, Teatro Municipal de Ovar, Galeria da Biodiversidade