John Romão - © Bruno Simão

© Bruno Simão

Janeiro

24 Sex 21.00h 25 Sáb 19.00h

CAMPO ALEGRE Auditório

9.00€ • 1.15h • >16 

John Romão

Virgens suicidas

Teatro
John Romão - © Bruno Simão

© Bruno Simão

 
Com uma linguagem clínica precisa, composta por detalhes misteriosos e eróticos, Virgens suicidas inspira-se na novela "Mine-Haha ou a Educação Física das Raparigas" de Frank Wedekind. Interpretado por Luísa Cruz, Mariana Tengner Barros, Vera Mantero e um grupo de jovens ginastas, as personagens habitam um espaço confinado ao feminino, onde se observa uma vida rotineira e rígida: dedicam-se à educação física, ao teatro, à dança, à anatomia, num ambiente pautado pela disciplina e pela competitividade. Há algo de inquietante entre as paredes deste lugar: para além das raparigas sofrerem de isolamento absoluto, afastadas do resto do mundo, a sua submissão a uma disciplina física severa desperta em cada uma delas um estado de exceção a desejos violentos de aniquilação.


John Romão dirige os seus espetáculos desde 2002: “Que difícil é ser um deus” (2017), “Náufrago” de Thomas Bernhard (2016), “Teorema” (2014), “Pocilga” de Pasolini” (2015), “Morro como país” (2012), etc. Entre 2006-2017 foi assistente de direção artísticado encenador argentino Rodrigo García eassistiu Romeo Castellucci (201011), tendo-o representado no Festival d’Avignon no projeto “Voyage du Kadmos”. Em teatro, trabalhou com Tania Bruguera, Romeo Castellucci, Rodrigo García, Tiago Rodrigues, Jorge Andrade, Mariana Tengner Barros, Jorge Silva Melo, Paulo Castro, Francisco Salgado, entre outros. Recebeu, na categoria de Teatro, os prémios Novos 2014 e Jovens Criadores Nacionais 2012. É diretor artístico e programador da BoCA - Biennial of Contemporary Arts (Lisboa e Porto).
  • Concepção, direção e cenografia
    John Romão
    Textos
    Mickael de Oliveira
    Com
    Luísa Cruz
    Mariana Tengner Barros 
    Vera Mantero
    Carlos Lebre
    Catarina Bertrand Torres
    Céline Martins
    Inês Azedo
    Inês Costa Graça
    Marta Nunes
    Margarida Caldeira
    Maria Costa
    Mariana Cardoso
    Mafalda Rey

    Música
    Caterina Barbieri
    Desenho de luz
    Rui Monteiro
    Desenho de som
    João Neves
    Figurinos
    Carolina Queirós Machado
    Apoio vocal
    Nuno da Rocha
    Coreografia
    Colectiva
    Danças tradicionais
    Marco Marques
    Assistência de direção e produção
    Solange Freitas
    Gestão e produção
    Patrícia Soares | Produção d'Fusão
    Produção
    Colectivo 84
    Coprodução
    Culturgest / Fundação Caixa Geral de Depósitos (Lisboa)
    Teatro Municipal do Porto (Porto)
    Cine-Teatro Avenida (Castelo Branco)

    Residências artísticas
    Estúdios Victor Córdon
    O Espaço do Tempo
    CAB - Centro Coreográfico de Lisboa
    Companhia Olga Roriz
    Companhia Clara Andermatt
    ProDança
    O Colectivo 84 é uma estrutura apoiada pelo Ministério da Cultura / Direção-Geral das Artes
    Agradecimento
    F. Ribeiro